Escrever um texto que obedeça a todas as normas gramaticais é suficiente para escrever bem? Certamente não. Este é apenas um dos muitos elementos da escrita. Um bom texto, além de não conter erros, consegue passar uma mensagem clara e impactar o leitor de alguma forma.

Nas redes sociais, prender a atenção do usuário em meio a um mar de postagens diárias fica ainda mais complicado. Por isso, conheça bem o seu público e coloque-se no lugar dele. O tom da sua escrita deve estar de acordo com o perfil do seu cliente: se são mulheres jovens, como você falaria com elas?

Faça um estudo prévio, entenda quem você deseja impactar com sua escrita e exercite!

O que é norma gramatical

A norma gramatical é aquela relacionada à gramática normativa: só o que está de acordo com ela é correto. Porém ela incorpora muitas regras que não são usadas cotidianamente. A norma- padrão, por sua vez, está vinculada a uma língua modelo. Segue prescrições representadas na gramática, mas é marcada pela língua produzida em certo momento da história e em uma determinada sociedade.

Como a língua está em constante mudança, diferentes formas de linguagem que hoje não são consideradas pela norma-padrão, com o tempo, podem vir a se legitimar. Por fim, a norma culta é a que resulta da prática da língua em um meio social considerado culto – tomando-se como base pessoas de nível superior completo e moradoras de centros urbanos.

No Brasil, ela foi estudada por meio de pesquisa de campo realizada há quase 50 anos, tomando-se como base falantes de algumas capitais. Como desde então não foram realizados novos estudos, a norma culta caiu em desuso. O uso dessas regras varia de acordo com as situações e condições de vida de cada um. Em muitos casos, é na escola que ocorre o único contato das crianças com a gramática normativa e com a norma-padrão.